Ganhadores do Oscar 2015 | ACDR
Premiações

Ganhadores do Oscar 2015

Pra você que não aguentou ver o Oscar ontem e foi dormir, aqui vai um resumão dos indicados e vencedores da premição com algumas opiniões pessoais do que consegui assistir dos filmes, se concorda ou descorda, deixe um comentário!

WHIPLASH levou 2 Oscars, o primeiro com J.K Simmons como melhor ator coadjuvante, e realmente foi merecido. Enquanto eu assistia ao filme, meu nível de ódio subia junto com o do aluno Andrew, interpretado por Miles Teller. O filme é meio paradinho, mas é muito bom e o final supreende bastante. Se ainda não viu, veja! Vale a pena.


Melhor ator coadjuvante
Edward Norton (“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”)
Ethan Hawke (“Boyhood – Da Infância à Juventude”)
J.K. Simmons (“Whiplash – Em Busca da Perfeição”) – VENCEDOR
Mark Ruffalo (“Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo”)
Robert Duvall (“O Juiz”)

Melhor mixagem de som
“Sniper Americano”
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”
“Interestelar”
“Invencível”
“Whiplash: Em Busca da Perfeição” – VENCEDOR

O GRANDE HOTEL BUDAPESTE se passa entre as duas guerras mundiais. Conta história da amizade entre o famoso gerente de um hotel europeu  e um jovem empregado, seu lobby boy, mais especificamente o que acontece com eles depois que “roubam” de um quadro.  O filme é muito bom, não vi muito de figurinos espetaculares, além dos uniformes, mas a fotografia é incrível.

O filme foi o grande campeão em número de premios, levou 4 oscars!

Melhor figurino

“O Grande Hotel Budapeste” – Milena Canonero – VENCEDOR
“Vício Inerente” – Mark Bridges
“Caminhos da Floresta” – Colleen Atwood
“Malévola” – Anna B. Sheppard e Jane Clive
“Sr. Turner” – Jacqueline Durran

Melhor cabelo e maquiagem
“Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo”
“O Grande Hotel Budapeste” – Frances Hannon, Mark Coulier  – VENCEDOR
“Guardiões da Galáxia”

Melhor desenho de produção
“O Grande Hotel Budapeste” – Adam Stockhausen e Anna Pinnock – VENCEDOR
“O Jogo da Imitação” – Maria Djurkovic e Tatiana Macdonald
“Interestelar” – Nathan Crowley e Gary Fettis
“Caminhos da Floresta” – Dennis Gassner e Anna Pinnock
“Sr. Turner” – Suzie Davies e Charlotte Watts

Melhor trilha sonora original
“O Grande Hotel Budapeste” – Alexandre Desplat – VENCEDOR
“O Jogo da Imitação” – Alexandre Desplat
“Interestelar” – Hans Zimmer
“Sr. Turner” – Gary Yershon
“A Teoria de Tudo” – Jóhann Jóhannsson

Melhor filme estrangeiro

“Relatos Selvagens” (Argentina”)
“Ida” (Polônia) – VENCEDOR
“Leviatã” (Rússia)
“Tangerines” (Estônia)
“Timbuktu” (França/Mauritania)

 

Melhor curta de ficção
“Aya” – Oded Binnun e Mihal Brezis
“Boogaloo and Graham” – Michael Lennox e Ronan Blaney
“Butter Lamp (La Lampe Au Beurre De Yak)” – Hu Wei e Julien Féret
“Parvaneh” – Talkhon Hamzavi e Stefan Eichenberger
“The Phone Call” – Mat Kirkby e James Lucas – VENCEDOR

 

Melhor documentário curta-metragem
“Crisis Hotline: Veterans Press 1” – Ellen Goosenberg Kent e Dana Perry – VENCEDOR
“Joanna” – Aneta Kopacz
“Our Curse” – Tomasz Sliwinski e Maciej Slesicki
“The Reaper (La Parka)” – Gabriel Serra Arguello
“White Earth” – J. Christian Jensen

SNIPER AMERICANO é tenso! Passei o filme todo achando que o sniper iria endoidar com os absurdos que passa durante a guerra, mas o final surpreende para quem, como eu, não sabia a verdadeira história. Muito triste… ganhou como Melhor edição de som.

“Sniper Americano” – Alan Robert Murray, Bub Asman – VENCEDOR
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”
“O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos”
“Interestelar””Invencível”

 

O que dizer sobre BOYHOOD? Fiquei com pena do diretor por não ter ganho como melhor diretor, depois de 12 anos filmando ele deve ter ficado um pouco decepcionado também. A idéia do filme é ótima, acompanhar todos os atores por 12 anos, filmando uma vez por semana, mas no final parece que o filme se perde um pouco da história e pra mim foi o filme mais longo do mundo. Vale a pena ver pela concepção, é interessante ver os atores “crescendo” ao long do filme, mas só.

Melhor atriz coadjuvante
Patricia Arquette, “Boyhood – Da Infância à Juventude” – VENCEDOR
Keira Knightley, “O Jogo da Imitação”
Emma Stone, “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”
Meryl Streep, “Caminhos da Floresta”
Laura Dern, “Livre”

INTERESTELAR foi um filme bom! Não muito bom, mas bom, de todos os canditados, acredotp que seja o segundo melhor, depois de Whiplash. Parece que estava tudo indo muito bem, até que os autores não sabiam mais como continuar a história e resolveram colocar um “hiper cubo” no meio do filme pra explicar as coisas, mas tudo acaba dando certo quando se é Matthew McConaughey e está flutuando no espaço… meio nonsense, mas tudo pode quando se fala de f’isica e dobras no espaço-tempo.

Melhores efeitos visuais
“Capitão América 2: O Soldado Invernal”
“Planeta dos Macacos: O Confronto”
“Guardiões da Galáxia”
“Interestelar” – VENCEDOR
“X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”

Melhor curta de animação
“The Bigger Picture” – Daisy Jacobs e Christopher Hees
“The Dam Keeper” – Robert Kondo e Dice Tsutsumi
“O Banquete” – Patrick Osborne e Kristina Reed – VENCEDOR
“Me and My Moulton” – Torill Kove
“A Single Life” – Joris Oprins

Melhor longa de animação
“Operação Big Hero” – Don Hall, Chris Williams e Roy Conli – VENCEDOR
“Os Boxtrolls” – Anthony Stacchi, Graham Annable e Travis Knight
“Como Treinar o Seu Dragão 2” – Dean DeBlois e Bonnie Arnold
“Song of the Sea” – Tomm Moore e Paul Young
“O Conto da Princesa Kaguya” Isao Takahata e Yoshiaki Nishimura

 

BIRDMAN  empatou, no finalzinho em quantidade de Oscars com Tha Grand Hotel Budapest, levando 4 estatuetas. O filme tem um humor o qual, acredito eu, que não estamos muito acostumados. O filme te intriga e você continua vendo porque quer saber se vai ser aquilo ali mesmo… começa a melhorar depois que Birdman aparece. Levou o premio de melhor filme, então algo deve estar errado comigo mesmo….rs

Melhor fotografia
Emmanuel Lubezki – “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” – VENCEDOR
Robert Yeoman – “O Grande Hotel Budapeste”
Lukasz Zal e Ryszard Lenczewski – “Ida”
Dick Pope – “Sr. Turner”
Roger Deakins – “Invencível”

Melhor roteiro original
Wes Anderson, “O Grande Hotel Budapeste”
E. Max Frye e Dan Futterman, “Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo”
Alejandro González Inarritu, Nicolas Giacobone, Alexander Dinelaris, Armando Bo, “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” – VENCEDOR
Richard Linklater, “Boyhood – Da Infância à Juventude”
Dan Gilroy, “O Abutre”

Melhor direção
Alejandro G. Iñárritu – “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” – VENCEDOR
Richard Linklater – “Boyhood – Da Infância à Juventude”
Bennett Miller – “Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo
Wes Anderson – “O Grande Hotel Budapeste”
Morten Tyldum – “O Jogo da Imitação”

Melhor filme
“Sniper Americano”
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” – VENCEDOR
“Boyhood – Da Infância à Juventude”
“O Grande Hotel Budapeste”
“O Jogo da Imitação”
“Selma”
“A Teoria de Tudo”
“Whiplash – Em Busca da Perfeição”

Melhor documentário

“O Sal da Terra”
“Citizenfour” – VENCEDOR
“A Fotografia Oculta de Vivian Maier”
“Last Days in Vietnam”
“Virunga”

Melhor canção original
“Everything Is Awesome”, Shawn Patterson (“Uma Aventura Lego“)
“Glory”, by John Stephens e Lonnie Lynn (“Selma“) – VENCEDOR
“Grateful”, Diane Warren (“Além das Luzes”)
“I’m Not Gonna Miss You”, Glen Campbell e Julian Raymond (“Glen Campbell… I’ll Be Me”)
“Lost Stars”, Gregg Alexander e Danielle Brisebois (“Mesmo Se Nada Der Certo“)

Esse sim foi um filme bom! Esperava que ganhasse mais premios,  se não existisse Eddie Redmayne, Benedict Cumberbatch merecia o oscar de melhor ator. Um homosexual que inventa uma máquina para descobrir os códigos que os nazistas usavam nas mensagens durante a guerra. História verídica do homem que diminuiu a guerra em pelo menos 3 anos… absurdo pensar que homosexualidade era tratado como doença. Bom, ainda é pelos cabeçudos preconceituosos né… =/
Perfeito pra quem gosta de um dramalhão!

Melhor roteiro adaptado

Jason Hall, “Sniper Americano”
Graham Moore, “O Jogo da Imitação” – VENCEDOR
Paul Thomas Anderson, “Vício Inerente”
Anthony McCarten, “A Teoria de Tudo”
Damien Chazelle, “Whiplash: Em Busca da Perfeição”

Quando me perguntaram sobre esse filme eu disse: é paradinho mas é bom. Na verdade os atores mandaram muito bem, Eddie Redmayne está absolutamente incrível. Conta a hostória da vida do físico mais famoso de todos os tempos.

Melhor ator
Steve Carell (“Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo”)
Benedict Cumberbatch (“O Jogo da Imitação”)
Michael Keaton (“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)
Eddie Redmayne (“A Teoria de Tudo”) – VENCEDOR
Bradley Cooper (“Sniper Americano”)

Melhor atriz
Marion Cotillard (“Dois Dias, uma Noite”)
Felicity Jones (“A Teoria de Tudo”)
Julianne Moore (“Para Sempre Alice”) – VENCEDOR
Reese Witherspoon (“Livre”)
Rosamund Pike (“Garota Exemplar”)

Um filme que não ganhou nenhum oscar, mas merece reconhecimento é o LIVRE, com Reese Witherspoon, ela está ótima.

Não consegui ver todos os filmes a tempo… então conta pra gente a sua opinião também!!! Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *